5 filmes para ver no Dia do Pai

19 de março de 2019

D.R.
No Dia do Pai, sugerimos cinco longas-metragens sobre o amor entre pais e filhos. Para ver com o pai, com o pai dos filhos, com os filhos, com as mães ou até sozinha, porque vale sempre a pena passar o serão a ver um bom filme. 

Para sempre, talvez... (2008)
William Hayes (interpretado por Ryan Reynolds) está a divorciar-se da sua mulher e mãe de Maya (interpretada por Abigail Breslin), a filha que têm em conjunto. Num dia à noite, a filha pede-lhe que conte a história de como conheceu a mãe e de como era a vida antes de se casar. William começa a contar tudo, desde 1992, mas altera os nomes das três mulheres com quem se envolveu e de quem fala, de forma a que Maya tente adivinhar qual das três é a mãe. A história é envolvente e só quase no fim é que Maya acerta, mas vale a pena ver como a relação entre o pai e a filha se desenvolve até ao último minuto do filme. 

Era uma vez... um Pai (2004)
Também conhecido como Jersey Girl, este filme conta a história de Ollie Trinke (interpretado por Ben Affleck), um homem com um bom emprego, a mulher que amava ao seu lado e uma filha a caminho. No entanto, a vida de Ollie desmorona-se quando, no parto, Gertrude (interpretada por Jennifer Lopez) morre. A juntar à tragédia, Ollie perde o emprego e é obrigado a voltar para New Jersey, para casa do pai, para criar a filha. Mais uma história sobre o laço que une um pai e uma filha e sobre o aprender a apreciar as pequenas coisas da vida (que são as melhores de todas). 

O pai da noiva (1991)
Não é fácil para um pai ver a filha crescer, certo? Tudo piora quando, apesar de o pai ainda a imaginar com cinco anos, ela aparece em casa a dizer que tenho um namorado e vai casar. De repente, George Banks (interpretado por Steve Martin) tem um casamento para organizar e, ao mesmo tempo, tem de aceitar que a filha cresceu e já não é a menina que fazia sempre tudo com o pai. Aproveite para fazer sessão dupla e veja o segundo filme 'O pai da noiva 2' (1995), no qual George descobre que vai ser avô e pai ao mesmo tempo, pois a filha Annie e a mulher Nina estão ambas grávidas. 

I am Sam - A força do amor (2001)
Sam Dawson (interpretado por Sean Penn) é um homem com um atraso intelectual e a capacidade de uma criança de sete anos. Sam tem uma filha, Lucy (interpretada por Dakota Fanning), que, ao fazer sete anos, começa a ultrapassar intelectualmente o pai. Uma assistente social fica atenta à situação e quer que Lucy seja entregue a um orfanato pois acredita que Sam não tem capacidades para cuidar da filha. Para conseguir ficar com a filha, Sam conta com a ajuda de Rita Harrison (interpretada por Michelle Pfeiffer), a advogada que o vai representar. Mais um filme que nos conta a história de um pai que, apesar das capacidades limitadas, está disposto a lutar pela guarda da filha, e nos mostra que, no fim de contas, nada mais importa para além do amor.

À noite, no museu (2006)
Larry Dailey é divorciado (interpretado por Ben Stiller) e tem a seu cargo o filho de 10 anos, Nick. Ao fim de vários empregos mal sucedidos, Larry é contratado como segurança noturno no Museu Americano de História Natural. No entanto, quando a noite chega, Larry descobre que as figuras do museu ganham vida por causa de um artefacto egípcio raro. Para proteger o artefacto e o museu, Larry conta com a ajuda de algumas figuras históricas e do filho Nick. Mais uma vez, se estiver no mood, aproveite para ver os filmes 'À noite, no museu 2' e 'À noite, no museu 3: o segredo do Faraó'.

- Andreia Rodrigues




Enviar um comentário

Latest Instagrams

© Mulheres da Vida Airada. Design by FCD.