10 regras de estilo de Olivia Palermo

28 de fevereiro de 2019

D.R.

Conhecida inicialmente por ter participado no programa The City (2008-2010), criado pela MTV para mostrar a vida pessoal e profissional de jovens mulheres que viviam em Nova Iorque, Olivia Palermo rapidamente se tornou numa it-girl e uma fashion influencer, mesmo antes de as redes sociais terem o seu boom. Desde então, colaborou com muitas marcas para criar coleções e estabeleceu o seu nome na indústria da moda, sendo presença habitual nos desfiles das principais fashion weeks. E o que é que a distingue? É fiel ao seu estilo, está sempre impecável e mostra-nos que é possível estarmos sempre no nosso melhor, quer usemos uma camisa com jeans ou um vestido mais elaborado.
Fomos analisar o que veste e contamos-lhe os melhores conselhos de Olivia Palermo:

Uma camisa branca não tem de ser aborrecida
As camisas brancas já não são o que eram. Hoje em dia tem modelos oversized, com aplicações, com as mangas compridas, sem colarinho, como preferir. Varie conforme o que gosta.

Aposte nos essenciais
Quer seja uma t-shirt branca, uma camisa, um biker preto ou uma camisa de ganga, Olivia já nos provou muitas vezes que estas peças são intemporais e podem ser usadas nas mais variadas ocasiões e das mais variadas formas.

Os ténis podem ser elegantes
Hoje em dia também já existem ténis para todos os gostos. E podem ser usados com tudo, desde calças de ganga a um fato.

Os sapatos não têm de ter salto
Ainda com foco nos pés, Olivia Palermo já nos mostrou nas mais variadas vezes que, por mais simples que seja a roupa que temos vestida, os sapatos podem fazer toda a diferença. E não têm de ser de salto alto, já que a fashion expert usa loafers, sabrinas, entre outros modelos, muitas vezes.

Invista nas malhas
As malhas não servem só para nos mantermos aquecidas no inverno. Se forem bonitas e bem combinadas, podem fazer a diferença no conjunto final. Mostramos alguns exemplos:

Na dúvida, aposte em preto e branco
Não há como falhar.

Use o mesmo tom da cabeça aos pés
Este pode ser um dos truques mais antigos de styling, mas é um dos melhores. É rápido, é fácil, e fica sempre bem.


Não se esqueça dos padrões
Sejam flores, quadrados, riscas (verticais), ou bolinhas. Ajuda a quebrar a rotina do monocromático.

Aposte nos acessórios (e num bom par de óculos de sol)
Quase todas as vezes em que nos deparamos com looks de street style de Olivia Palermo, ela está de óculos de sol. E dão todo um ar diferente ao conjunto final. Outra coisa que Olivia faz é apostar nos acessórios, quer sejam uns brincos statement ou um colar ou anel. Também fazem toda a diferença.

Uma noiva não tem de usar vestido
Pode usar duas peças, tal como fez Olivia Palermo. Tendo em conta os preços exorbitantes dos vestidos de noiva, pode aqui encontrar uma opção para gastar menos dinheiro e ir igualmente elegante. Simplesmente não poderíamos deixar de mostrar o quão bem estava Olivia Palermo no dia do casamento com Johannes Huebl.
D.R.

- Andreia Rodrigues

Óscares 2019: prémios que supreenderam, discursos de girl power e uma passadeira vestida de rosa

25 de fevereiro de 2019

A 91ª cerimónia de entrega dos Óscares aconteceu esta madrugada. À falta de apresentador,  a festa começou (e muito bem) com a atuação dos Queen com Adam Lambert. A banda tocou e cantou "We Will Rock You", seguida de "We Are The Champions", e o público aplaudiu de pé.

Passando para os vencedores da noite, "Green Book" foi uma surpresa ao ganhar o Óscar de Melhor Filme (prémio que achavam que ia ser atribuído a "Roma" ou "Bohemian Rhapsody"). O filme, dirigido por Peter Farrelly, venceu ainda nas categorias de Melhor Ator Secundário, com Mahershala Ali, e Melhor Argumento Original
Nos vencedores, destaca-se ainda "Roma", que venceu em três das 10 categorias para as quais estava nomeado, Melhor Realizador, Melhor Fotografia e Melhor Filme Estrangeiro. "Bohemian Rhapsody" venceu o Óscar de Melhor Ator, atribuído a Rami Malek pela sua interpretação de Freddie Mercury, bem como o de Melhor Montagem, Melhor Edição Sonora e Melhor Mistura de Som
Sem surpresas, a "Shallow" de Lady Gaga, interpretada com Bradley Cooper, venceu o Óscar de Melhor Canção Original

O grande derrotado da noite foi "A Favorita". Das dez nomeações, venceu apenas na categoria de Melhor Atriz, com a interpretação de Olivia Colman. Na categoria de Melhor Atriz Secundária, acreditava-se (ou eu acreditava!) que o Óscar seria atribuído a Rachel Weisz ou Emma Stone, ambas no filme "A Favorita". O prémio foi entregue a Regina King, pela sua (não menos incrível) interpretação na longa-metragem "Se Esta Rua Falasse". 

Destaque ainda para o Óscar de Melhor Curta-Metragem Documental, atribuído a "Period. End of Sentence", disponível na Netflix. O documentário, realizado por Rayka Zehtabchi e produzido por Melissa Berton, pretende chamar à atenção para o estigma que ainda existe à volta da menstruação. No discurso em que aceitavam a estatueta dourada, Melissa Berton termina a dizer "a period should end a sentence, not a girl's education".

Mas este não foi o único discurso cheio de girl power. Na verdade, ao longo da cerimónia, prémios e discursos ficam para a história por bons motivos. Ruth Carter e Hannah Bleacher foram as vencedoras do Óscar de Melhor Guarda-Roupa e Direção de Arte, respetivamente, pelo filme "Black Panther". Foram as primeiras mulheres afro-americanas a vencer nessa categoria. Num discurso inspirador, Ruth Carter afirmou que "quando pensares que é impossível, lembra-te de dizer 'eu fiz o meu melhor, e o meu melhor é suficiente'". 
Num discurso igualmente inspirador, Domee Shi, a primeira mulher a vencer o Óscar de Melhor Curta de Animação, dedicou o prémio a "todas as meninas por aí escondidas atrás dos seus cadernos", aconselhando-as a "não terem medo de contar as suas histórias ao mundo". 
No discurso em que aceitou o Óscar de Melhor Canção Original, também Lady Gaga disse "que se tens um sonho, luta por ele. Exista uma disciplina para a paixão, e não importa quantas vezes és rejeitada, cais ou és espancada. Importa é que te levantes e sigas em frente". 

E não podemos falar de Óscares sem falar da passadeira vermelha, certo? Este ano, a red carpet foi dominada pelo rosa e os metalizados, ou pela junção dos dois, como fez Emilia Clarke, em Balmain.
Emilia Clarke. Foto: D.R. 

Nos vestidos rosa, destacamos Gemma Chan, vestida por Valentino, e Kacey Musgraves, com uma criação Giambattista Valli. 
Gemma Chan e Kacey Musgraves. Foto: D.R.

Nos metalizados, destaque para Glenn Close, Brie Larson, Emma Stone, em Louis Vuitton, e Jennifer Lopez, com um vestido Tom Ford. 
Brie Larson, Jennifer Lopez, Emma Stone e Glenn Close. Foto: D.R. 

Como já dizia Ivone Silva, na rábula Olívia Patroa e Olívia Costureira, "com um simples vestido preto, eu nunca me comprometo!". Assim sendo, o preto foi a escolha de Ashley Graham em Zac Posen, Allison Janney e Lady Gaga em Alexander McQueen.
Ashley Graham, Allison Janney e Lady Gaga. Foto: D.R.
Na cor, destacamos o Versace amarelo de Constance Wu, o Louis Vuitton azul de Laura Harrier e o Elie Saab vermelho de Jennifer Hudson. 
Constance Wu, Laura Harrier e Jennifer Hudson. Foto: D.R.


- Andreia Rodrigues



Sabe quais os riscos de não ter uma boa noite de sono?

22 de fevereiro de 2019

D.R.
Este artigo é para todas as pessoas que:

A) dormem menos de 7 horas por noite
B) têm dificuldade em adormecer 
C) não largam as tecnologias antes de dormir
D) todas as respostas acima.

Um dos maiores problemas da sociedade moderna é dormir pouco. Lembra-se da última vez em que dormiu nove horas seguidas? Provavelmente não (embora esperamos que sim). 
Ficamos acordados até altas horas da noite a passar o dedo nas publicações do Instagram, a ver episódio atrás de episódio na Netflix, ou até a ler um livro de que estamos a gostar muito e que não pode esperar para o dia seguinte. A acrescentar a isso, estamos a pensar no dia que passou, no dia de amanhã e nas mil e uma coisas que têm de ser feitas. A verdade é que a vida corrida que experienciamos nos dias de hoje é tudo menos benéfica para a saúde do nosso sono. Deitamo-nos cansadas e acordamos cansadas.  Não saímos de casa sem esconder as olheiras com o corretor. Mas o cansaço interior não é tão fácil de resolver. 

"Deitar cedo e cedo erguer dá saúde e faz crescer", diz o ditado que todas ouvimos desde crianças, e não poderia estar mais certo. Dormir é essencial e "em Portugal, ainda não se valoriza o sono como algo essencial para o nosso bem-estar", alertou o presidente da Associação Portuguesa do Sono, Joaquim Moita, em declarações à Agência Lusa. Mas afinal, quantas horas precisamos de dormir? Os especialistas defendem 7 a 9 horas de sono, para um adulto. No entanto, é preciso ter em conta as necessidades de cada um, pois há pessoas que precisam de dormir mais, e outras menos. Respeite o seu relógio interior.

Quais os riscos de não dormir uma boa noite de sono? Segundo um vídeo criado por Matthew Walker, professor de neurociência e psicologia na University of California Berkeley e autor do livro 'Porque Dormimos?', não dormir afeta a habilidade do cérebro criar novas memórias, de controlar as nossas emoções e de perceber as dos outros. Também afeta a memória, a criatividade, está ligada ao aumento de apetite, ao défice de atenção nos jovens e Alzheimer nos idosos. Com a falta de sono, o sistema imunitário também sofre, o que pode fazer com que fique doente mais facilmente e envelheça mais cedo. A privação do descanso está também associada ao aumento da probabilidade de desenvolver cancro, diabetes e problemas cardíacos. 
Ler todas as consequências de não dormir o necessário parece-nos motivo suficiente para que nos comecemos todas a preocupar em pôr o sono em dia (à noite).

Sabemos que não é fácil desligar o cérebro no meio de uma vida atarefada. Por isso, se nem a contar carneirinhos consegue adormecer, atente nos conselhos que pode (e deve) começar a implementar na sua rotina noturna:

  • Deite-se e levante-se todos os dias à mesma hora (mesmo ao fim-de-semana). O nosso corpo gosta de rotinas, e com o tempo até deixa de precisar de despertador. 
  • Mantenha o quarto escuro e com uma temperatura amena.
  • Use a cama unicamente para dormir. Desta forma, o corpo associa que, ao se deitar, é hora de descansar.
  • Não faça refeições pesadas antes de se deitar, e evite café, álcool ou refrigerantes. 
  • Evite o telemóvel, televisão e outros ecrãs algum tempo antes de dormir. Prefira antes um livro. Acompanhe a leitura com uma música relaxante.
  • Caso não consiga mesmo dormir, experimente tomar um banho relaxante ao fim do dia e coloque umas gotas de óleo de lavanda na almofada. 
  • Evite recorrer a comprimidos para dormir, pois não resolvem o problema. Causam dependência e chega a um ponto em que só dorme se os tomar. Por isso, tente contornar a situação adotando os conselhos acima, e recorra a este método apenas se lhe for recomendado pelo médico. 

Apresentamos-lhe, em baixo, algumas coisas que a vão ajudar a preparar-se para uma boa noite de sono. Bons sonhos! 


€29,99, pijama Zara Home // €5,99, máscara para os olhos H&M // €54, vela Jo Malone London, no Net-a-Porter // €62, óleo de banho Deep Relax, Aromatherapy Associates, no Net-a-Porter // €3,99, chá Boas Noites, Yogi Tea, no Celeiro // €19,50, spray de almofada L'Occitane // €9,90, kit de sono this works, na Sephora

- Andreia Rodrigues



Espelho meu, espelho meu, há algum mais bonito do que o meu?

21 de fevereiro de 2019

D.R.

Um espelho é muito mais do que o objeto que usamos para nos ajudar a maquilhar ou para ver como fica o outfit. Lado funcional à parte, é uma peça que traz um outro encanto a qualquer divisão, em especial se for pequena, pois dá a sensação de que o espaço é maior.

Quer prefira um espelho mais simples ou um mais trabalhado, há opções para todos os gostos. Veja as nossas sugestões.


 1: €79,99, Zara Home // 2: €74,99, La Redoute // 3: €79,99, Zara Home // 4: €29,99, H&M Home // 5: €249, Kinda Home // 6: €79,99, Conforama // 7: €199, Kinda Home // 8: 99,99, Ikea

- Andreia Rodrigues

10 batons para hidratar os lábios neste inverno

20 de fevereiro de 2019

D.R.
Já todas sabemos que nos meses frios de inverno a nossa pele tende a ficar mais seca, e que é obrigatório reforçar a hidratação.
No caso dos lábios, a pele é mais fina, e como estão sempre expostos ao frio, ficam facilmente secos, gretados e irritados. Para além de não ficar propriamente bonito andar com os lábios assim, todas nós conhecemos a dor horrível de quando arrancamos pele seca do lábio, certo? Certo! Não quer voltar a senti-la, pois não? Nós também não, e por isso não dispensamos um bom batom hidratante.

Durante esta estação é fundamental que "não se esqueça dos seus lábios e não os lamba [para os humedecer quando estão secos]", adverte Nazanin Saedi, diretora de cirurgia laser e cosmética dermatológica na Jefferson University Hospitals, em entrevista ao Philly Voice, reforçando que "é muito importante hidratar."

Para além de terem o poder de hidratar, acalmar, reparar e suavizar os lábios, os batons e bálsamos vêm em embalagens compactas e cabem em qualquer carteira, por mais pequena que seja. Não há desculpas para lábios secos ou gretados. Veja as nossas escolhas.
1: €10,95, Dr.Jart+, na Sephora // 2: €10,63, Oh Yeahh!, na Sweet Care // 3: €10,55, Frankbody, na Sephora // 4: €3, Too Cool for School, na Sephora // 5: €5,49, Neutrogena, na Well’s // 6: €16,55, Sol de Janeiro, na Sephora // 7: €8,45, Dr. PAWPAW, na Lookfantastic // 8: €4,95, Burt’s Bees, na Lookfantastic // 9: €2,20, Vaseline, na Notino // 10: €4,99, Carmex, na Well’s

- Andreia Rodrigues

Porque é que as histórias de amor reais não são contos de fadas?

19 de fevereiro de 2019

D.R.

Desde que somos pequenas que lemos, ouvimos e vemos histórias que são uns verdadeiros contos de fadas, com príncipes e princesas que viveram felizes para sempre. Todas a histórias têm um final feliz, as princesas são bonitas e os príncipes encantados.
Crescemos com a ideia que um dia, também nós poderemos encontrar o nosso "príncipe encantado", e nem na adolescência essa ideia passa, com todos os filmes que nos mostram relacionamentos quase perfeitos, também eles com finais felizes. Chegamos à vida adulta completamente enganadas a achar que também o nosso relacionamento pode ser perfeito.

A verdade é que não é, nem nunca poderá ser, por um simples motivo: nós não somos perfeitos, somos humanos. Os relacionamentos não têm encontros perfeitos, príncipes encantados, sem chatices, desentendimentos ou imperfeições. Não, um relacionamento é muito mais complexo do que isso. É um compromisso no qual temos de trabalhar diariamente, em conjunto, para dar certo. Não é por acaso que existem cada vez mais casais a divorciarem-se. Não é fácil fazer com que as coisas resultem.

Em primeiro lugar, precisamos de aceitar que a pessoa que está ao nosso lado tem defeitos, tal como nós também temos, e que vamos ter de lidar com isso diariamente. Esses defeitos e essas diferenças de personalidade são, muitas das vezes, o motivo principal das discussões dos casais.
O segundo desafio da relação começa no momento em que se ganha mais confiança com a pessoa, quando já estão há algum tempo juntos e começa também a rotina. A rotina dos casais pode ser a "morte" do relacionamento. É importante percebermos que a paixão pode não durar para sempre e que é importante que façam coisas novas, que vos obriguem a sair da rotina do dia a dia.
Outro ponto fundamental numa relação é falarem abertamente, sem medos ou receios, falarem quando sentem que algo não está bem, ou sobre o que podem fazer melhor. Se não falarem um com o outro podem nunca perceber o que está a correr mal. Porém, se forem sempre honestos e estiverem os dois dispostos a lutar pela relação, vão encontrar sempre uma forma de contornar ou ultrapassar os problemas em conjunto.

No fundo, é importante percebermos que quando assumimos um compromisso com alguém não podemos esperar que esse alguém seja um príncipe ou uma princesa e que vai ser tudo perfeito, porque acreditem que nem o Príncipe William (ou Harry) o é, ele também tem defeitos. No entanto, se lutarem e trabalharem sempre pela vossa relação vão perceber que têm uma pessoa ao vosso lado com a qual podem contar sempre, para partilharem uma vida em conjunto, que é o que realmente importa.

- Joana Beja

Chunky Sneakers: amor ou ódio?

18 de fevereiro de 2019

D.R.
Dizem que as chunky sneakers aka dad sneakers aka ugly sneakers (como preferirem) é daquele tipo de peça que ou se ama, ou se odeia.
No meu caso, não foi amor à primeira vista. Na verdade, não gostei muito no início. Mas aos poucos, fui vendo aqui, fui vendo ali, e lá foram ganhando um lugarzinho aqui no coração.
E, apesar de à partida parecer que aquilo não dá bem com nada, os resultados surpreendem.
Vejam algumas inspirações e digam de vossa justiça.
E claro, se também vos conquistaram, espreitem os modelos que estão aí na berra.


Todas as fotos: Pinterest






















€725, Balenciaga, na Farfetch // €39,99, Stradivarius // €255, Ash, na Farfetch // €109,95, Fila, na Kicks // €129,95, Adidas // €119,95, Adidas // €206, Buffalo, na Farfetch // €39,99, Stradivarius // €49,95, Zara // €104, Adidas, na Farfetch



- Andreia Rodrigues 

Estar solteira no dia dos namorados

14 de fevereiro de 2019

D.R.
Estar solteira no dia dos namorados não é tão mau quanto possa parecer. Estar solteira durante todo o ano também não. Aliás, não é mau de todo.

Diz-se que o 14 de fevereiro é um dia deprimente para os solteiros. Que nesta altura toda a gente tenta de uma forma de outra arranjar companhia para passar o dia dos namorados. Acho isso bem mais deprimente. O amor não se deve forçar, deve ser uma coisa natural. E não nos devemos forçar a arranjar alguém só para não estarmos solteiros quando todas as pessoas que conhecemos estão a namorar. Porque ao fazer isso, ao estarmos com alguém de quem não gostamos mesmo só para preencher esse vazio, só nos estamos a enganar a nós e à outra pessoa. E ninguém está verdadeiramente feliz. E se não formos felizes, então vale mais continuarmos solteiras.

A partir de uma certa idade, existe aquela ideia de que temos de encontrar alguém, para juntos começarmos a pensar no futuro. E começamos a ver todas as pessoas da nossa idade a arranjar namorado. Aquilo em que às vezes não pensamos é que não precisamos de estar com alguém para olharmos para o futuro. Podemos pensar nos nossos próprios sonhos e ambições, e planear como é que os podemos concretizar. Só nós.

Antes de estarem com alguém, amem-se. Aprendam a gostar daquilo que são, o bom e o mau, conheçam-se a vocês próprias, comecem a descobrir as coisas de que gostam e não gostam. Saibam o máximo que puderem. Cuidem de vocês próprias, saibam o que vos faz felizes e cultivem esse amor. Façam aquilo que vos dá prazer, seja cozinhar, ver filmes, correr, o que quiserem. Estejam com as vossas amigas e amigos. Passeiem, viajem, estudem, trabalhem, sejam felizes. Mesmo sem namorado. E façam-no sempre, até no dia dos namorados. Sejam mulheres seguras e confiantes. É possível, se acreditarem em vocês próprias.

Se é giro publicar uma foto com o namorado no Dia de São Valentim? Claro que é. E é giro receber um presente e ir jantar fora ou fazer outra coisa qualquer. Mas só se for a pessoa certa. Não se só estivermos com essa pessoa porque não queremos estar sozinhas. Ou porque achamos que gostamos dela. Quando se gosta mesmo, não se acha. Gosta-se e pronto. O dia dos namorados é só mais um dia. Porque na verdade o amor deve ser celebrado todos os dias.

Um dia vai aparecer alguém. E quando esse alguém aparecer, tudo vai ser muito melhor. Até lá, não forcem o amor.

E antes que digam, "ah é fácil falar para quem não está solteira". Eu também estou solteira, e é dia dos namorados.  E não é tão mau quanto parece. Aliás, não é mau de todo.

Que produtos usar na maquilhagem de São Valentim?

13 de fevereiro de 2019


O dia de São Valentim é mais uma desculpa para poder planear algo especial para celebrar o amor. Não importa o tipo de amor, nem tão pouco quando o pretende celebrar, pois mesmo que não possa fazer nada no dia 14 de fevereiro, pode aproveitar para celebrar antes ou depois desse dia. O importante é celebrar!
Foi a pensar nesta data especial que escolhemos alguns produtos que pode usar, com a certeza de que a sua maquilhagem vai estar perfeita. Do mesmo modo, pode ainda inspirar-se para oferecer ou pedir algum destes produtos como prenda do dia dos namorados.

- Joana Beja

14 batons vermelhos para celebrar o amor

8 de fevereiro de 2019

As Cinquenta Sombras Mais Negras (2017)
Quando se pensa em São Valentim, pensa-se em corações e, claro, em vermelho. O batom vermelho é um clássico, não só nesta altura, mas sempre. Nunca passa de moda e fica bem em todos os tons de pele. Se já costuma usar esta cor, mostramos-lhe algumas opções que pode não conhecer ainda. Se nunca experimentou, porque não arriscar? 

Veja as nossas catorze sugestões. 

 1. Batom Rouge Dior na cor N.999, Dior, na Sephora // 2. Lipstick Matte na cor Bloody Mary Red, na Douglas // 3. Rouge d'Armani Matte Lipstick na cor 402, Giorgio Armani, na Lookfantastic // 4. Batom Makeup Matte na cor Perfect Red, NYX, na Lookfantastic // 5. Batom no tom Brave Red, M.A.C, na Lookfantastic // 6. Absolue Lips Matte Shaker Yummy Pink na cor 189, Lâncome, na Douglas



7. Lancôme L'Absolu Rouge Drama Matte Lipstick na cor Obssessive Red, Lâncome, na Lookfantastic // 8. Full Vinyl Lip Lacquer na cor Red District, NARS, na Lookfantastic // 9. Batom Full Kisses na cor 553, Burberry, na Douglas // 10. Batom Rouge G na cor N.25 Flaming Red, Guerlain, na Sephora // 11. Batom Infalible Matte Paint na cor N.204, L'Oréal Paris, na Douglas // 12. Batom Líquido no tom Always Red, Sephora Collection, na Sephora // 13. Batom Tatouage Couture no tom N.9, Yves Saint Laurent, na Sephora // 14. Batom Stunna Lip Paint no tom Uncensored, Fenty Beauty, na Sephora

- Andreia Rodrigues

Dia dos Namorados: Presentes para Ela

7 de fevereiro de 2019

Love, Rosie (2014)
O dia mais romântico do ano está mesmo a chegar. 
Na questão dos presentes, e depois de termos sugerido o que oferecer aos homens, hoje é a vez das mulheres. 
Flores, jóias, ou outra peça especial, agradam sempre a qualquer mulher. Mas depois há as que preferem tecnologia, as que gostam de livros, as que gostam de sapatos, e por aí fora. 
Por isso, homens, atentem nas sugestões. Se for mulher, dê dicas ao marido ou namorado sobre o que gostava de receber. Ou se estiver solteira, porque  não aproveitar a ocasião para oferecer algo a si própria? Afinal, no dia do amor, não é só a cara-metade que merece ser presenteada. Também pode oferecer presentes às mulheres de que mais gosta, e a si mesma, que é a mulher de quem deve gostar mais. 





Conjunto Daniel Wellington // Livro "A Grande Solidão" de Kristin Hannah, Wook // Colar Juliette, Cinco // iPhone 7, 32 GB, Rose Gold, na Forall Phones (desconto de €10 com o código FPA73JB) // Sabrinas Josefinas // Ténis Converse // Bouquet de Flores Premium, The Florist

- Andreia Rodrigues 

Dia dos Namorados: Presentes para Ele

6 de fevereiro de 2019

Sexo e a Cidade 2 (2010)
O dia de São Valentim está mesmo a chegar: já comprou o presente que vai oferecer ao namorado ou marido?
No geral, comprar presentes para homem não é fácil. Nesta altura do ano, tudo se complica, porque é uma ocasião que parece mais focada no que oferecer às mulheres. Para além disso, é uma época do ano em que tudo tem um ar lamechas, cheio de mil corações e, sinceramente, não nos parece que os homens apreciem isso. 
Como eles também merecem, reunimos algumas sugestões, para vários gostos e carteiras, para que possa presentear o seu mais-que-tudo neste dia dos namorados. 

Camisola J.Crew, no Mr. Porter // Polaroid Originals, no Mr. Porter // iPhone 8 plus, 64 GB, Space Gray, na Forall Phones (desconto de €10 com o código FPA73JB) // Pack "Aventura", Odisseias, na Fnac // Adidas Ultra Boost, no Mr. Porter // Coffret Rituals // Coluna Marshall, na Fnac 

- Andreia Rodrigues

February Wishlist

5 de fevereiro de 2019

Depois de um janeiro que pareceu interminável (também tiveram essa sensação?), chegou fevereiro, o mês do amor. Neste mês temos o dia dos namorados, por isso aconselhamo-la a espreitar os artigos que preparámos a pensar nesta data. E, como fizemos em janeiro, mostramos-lhe a lista de peças que não nos importávamos nada que viessem parar cá a casa.


Livro "Gosto de Ti Assim", de Marta Gautier, na Wook // Colar Dylan, Cinco // Camisa, Zara // Sobretudo Camel, H&M // Vela Gardenia, Diptyque, na Skinlife // T-shirt, Rust and May // Perfume Chloé, na Lookfantastic // Paleta de sombras Morphe X Jaclyn Hill, na Lookfantastic // Caneca, Fnac Portugal // Adidas Falcon

- Andreia Rodrigues




Hoje é dia de... #2: Dia Mundial da Nutella

D.R. 

A 5 de fevereiro comemora-se o Dia Mundial da Nutella.

Tudo começou em 2007, quando Sara Rosso, uma blogger norte-americana e fã da marca, sugeriu esta ideia. Graças aos milhões de pessoas que consomem Nutella pelo mundo, rapidamente a iniciativa se tornou global.  
Um dos objetivos desta celebração é que os fãs do famoso creme de avelãs partilhem receitas com Nutella e fotografias.

Por aqui, ao invés de partilharmos uma receita com Nutella, decidimos mostrar-lhe como pode fazer em casa uma versão mais saudável do famoso creme de avelãs. Isto porque, apesar de à primeira vista, não pareça existir nada de errado em consumir “creme de avelãs”, a verdade é que a percentagem de avelãs na Nutella é muito reduzida.

Na lista de ingredientes presente num rótulo, sabemos que a ordem dos alimentos nesta lista é determinada pela quantidade que existe no produto. No caso da Nutella, o primeiro ingrediente é açúcar, o que significa que é o ingrediente que existe em maior quantidade. Seguem-se gordura de palma, avelãs (13%), leite desnatado em pó (8,7%), cacau magro (7,4%), emulsionantes: leticinas (soja), e vanilina.

Como dissemos antes, é possível fazer uma versão mais saudável em casa. E se já está a pensar que vale mais comprar no supermercado porque fazer em casa dá muito trabalho, desengane-se! Mostramos-lhe a receita sugerida à NIT por Sónia Marcelo, autora do blogue "Dicas de Uma Dietista". Para além de ser muito rápida de se fazer, é vegan e não tem açucares refinados. 

Ingredientes
— Uma chávena de chá de avelãs sem a parte castanha;
— Um quarto de uma chávena de cacau em pó;
— Três colheres de de sopa de leite de avelã;
— Duas colheres de sopa de mel ou xarope de agave;
— Uma colher de chá de stevia;
— Uma colher de sopa de margarina vegetal;
— Meia colher de chá de extrato de baunilha (opcional);
— Sal (opcional).

Preparação
Triture as avelãs num processador até obter uma espécie de pasta. Depois, basta adicionar os restantes ingredientes e voltar a triturar até a mistura ficar cremosa. No final, prove e adicione extrato de baunilha e sal caso seja necessário. Coloque o creme num frasco e guarde no frigorífico.

- Andreia Rodrigues



Lingerie para dias especiais

3 de fevereiro de 2019

As Cinquenta Sombras Livre (2018)
O Dia dos Namorados, para além de ser uma data em que se celebra o amor, é uma boa desculpa para comprar uma lingerie nova. 
Com uma lingerie bonita, qualquer mulher se sente mais confiante. Por isso, mesmo que não esteja comprometida, pode comprar uma para surpreender a pessoa mais importante da sua vida: a si própria. Até porque lingerie bonita não tem de ser para mostrar a alguém. E não tem de ser só para usar nos dias especiais. Pode usar todos os dias.

Comprometida ou não, veja as nossas sugestões.



soutien e cuecas La Perla, no Net-a-Porter // soutien e cuecas Cosabella, no Net-a-Porter // body Intimissimi // body Victoria's Secret



soutien e cueca Love Stories, no Net-a-Porter // soutien e cueca Tezenis // soutien e cueca Tezenis // body Victoria's Secret 


- Andreia Rodrigues




50 músicas sobre amor para ouvir neste Dia dos Namorados

2 de fevereiro de 2019

A Star is Born (2018)
Uma playlist com músicas românticas não precisa de grandes apresentações. Todas são sobre amor, e pertencem a alguns dos artistas mais conhecidos de sempre. Algumas ouvimos desde sempre e sabemos de trás para a frente, outras são mais recentes mas igualmente marcantes e há aquelas de que nunca ouvimos falar (ou não nos lembramos). Inclui a icónica "Love Of My Life" dos Queen, a "All Of Me" do John Legend, a "Just The Way You Are" do Bruno Mars, entre outras, de artistas tão variados como Ed Sheeran, Sade, Ellie Goulding, Rod Stewart, Alicia Keys ou Cindy Lauper. 

Pode ouvi-las todas no Dia dos Namorados ou, simplesmente, sempre que lhe apetecer ouvir alguma música sobre amor. 





- Andreia Rodrigues

5 filmes para ver neste São Valentim

1 de fevereiro de 2019

Se a data pede celebração especial, o frio pede que se fique por casa. E quem disse que ficar em casa não se pode tornar especial?
Agarre no seu mais-que-tudo, vá buscar as mantas, faça pipocas e aproveite para fazer uma noite de cinema. 

10 Coisas que Odeio em Ti (1999)
D.R.
Esta história de amor começa porque Bianca não podia namorar a menos que a irmã, Kat, namorasse também (regras do pai!). O problema é que Kat, estudiosa e feminista, não quer arranjar namorado. Depois de subornado por um rapaz que queria sair com Bianca, Patrick, o rufia da escola, aproxima-se de Kat. Ambos com personalidades fortes, começam por não gostar um do outro, mas o amor acaba por falar mais alto. E quem se esquece da cena em que Patrick canta "Can't Take My Eyes Off Of You" com a banda da escola? Ou de Ms. Perky, a conselheira de orientação e escritora de romances eróticos? Cheio de momentos românticos e outros engraçados, é um must-see. 

Um Amor Inevitável (1989)
D.R.  
Conhecem-se quando partilharam carro a caminho de Nova Iorque, para onde iam ambos viver. Não se toleravam. Ele tinha teorias com as quais ela não concordava, como acreditar que um homem não podia ser amigo de uma mulher que achasse atraente. Outra era ler sempre o final dos livros primeiro porque podia morrer antes de o acabar e assim saberia como terminava. Ela demorava uma vida a pedir comida num restaurante porque o molho tinha de ser sempre à parte e inventava pratos que nem o chef conhecia. Ao longo dos dez anos em que o filme se desenrola, tiveram vários encontros e desencontros, até que, finalmente, se tornaram grandes amigos, e no meio de toda a rabujice, perceberam que até gostavam um do outro. Com Nova Iorque como palco, esta é mais uma história de amor para ver (ou rever). Nota: o que a Sally veste faz lembrar várias coisas que usamos hoje em dia.

Uma História de Amor (2013)
D.R. 
Esta não é a típica história de amor sobre um rapaz que conhece uma rapariga, apaixonam-se e vivem felizes para sempre. Para começar, a rapariga é o sistema operacional do seu computador, o OS1 (uma espécie de Siri, mas menos mecânica e com uma inteligência fora do normal), também conhecida por Samantha. Depois, toda a história desenrola-se numa realidade que parece ser o futuro: relações por telemóvel, em que as pessoas falam com máquinas em vez de umas com as outras (ou, se calhar, isso já acontece no nosso presente). No filme é dito que "apaixonarmo-nos é um ato de loucura." Será que seremos menos loucos se nos apaixonarmos por máquinas? Será que as relações funcionam melhor? Vejam o filme para descobrir.  

Brooklyn (2015)
D.R.
Por vezes a vida troca-nos as voltas, e o sítio onde nascemos e crescemos não é aquele onde estamos destinados a ficar. Foi o que aconteceu com Eilis Lacey (Saoirse Ronan). Por falta de oportunidades, Eilis viu-se obrigada a sair da Irlanda e a emigrar para Brooklyn, em Nova Iorque. Embora o início tenha sido difícil, ela acabou por conhecer Tony (Emory Cohen), que lhe mostrou que o lar não é só o sítio de onde se vem, mas pode ser qualquer sítio no mundo onde estejamos felizes. Com o coração dividido entre os dois países, Eilis tem uma dura batalha para decidir entre o que sente e o que está certo. Uma das frases mais marcantes do filme é sobre saudade: “A saudade é como a maioria das enfermidades. Primeiro, vai fazer-te sentir miserável, e depois vai transformar-te noutra pessoa”, disse-lhe o Padre da paróquia irlandesa em Brooklyn. Esta é uma história de amor, mas não é apenas sobre amor romântico, é também sobre o amor pela família, pelos amigos e pelo país. 

Notting Hill (1999)
D.R. 
Tal como o nome indica, este filme passa-se no bairro londrino de Notting Hill. William (Hugh Grant) é dono de uma livraria que só vende livros de viagens e Anna (Julia Roberts) é uma estrela de cinema mundialmente famosa. Quis o destino que as suas vidas se cruzassem, mas até ao final nem tudo foram rosas. Momento preferido? Quando Anna aparece na livraria de William e lhe diz: “Sou apenas uma rapariga, que está em frente a um rapaz, pedindo-lhe que a ame.” Mais um daqueles filmes que todos têm de ver pelo menos uma vez na vida.  

- Andreia Rodrigues

Latest Instagrams

© Mulheres da Vida Airada. Design by FCD.