In Lifestyle

(Re)Começo


Dei por mim a pensar nas saudades que tinha de escrever um post, de ter o meu "cantinho de volta", onde posso escrever tudo o que me vem à cabeça. Agora estou aqui, depois de quase três meses sem publicar nada, onde pela primeira vez escrevo o que realmente sinto e deixo transparecer a pessoa que está por de trás desta tela. Até pareceu poético, por outro lado ter uma "voz", mesmo escrita, exige uma grande responsabilidade.
Após três meses de abstinência provocada por uma dor insuportável que é, nada mais nada menos, que o fim da minha licenciatura, aquele momento em que ficamos com os cabelos em pé na correria para fazer um estágio, entregar e defender um relatório que refletem três anos de estudo intensivo e mais de três mil euros só em propinas. Mas como se eu já não fosse masoquista o suficiente, guess what? Sim, depois de terminar a licenciatura, eis que vem todo um período de mestrado a caminho que eu ainda estou a processar. É um período de transição que eu acredito que muitas pessoas desse lado também estejam a passar, ou porque estão a candidatar-se a uma licenciatura, ou porque vão morar sozinhas ou até mesmo porque vão ser mães. Não importa o motivo, o que importa é que, pelo menos para mim o ano de 2018 é um ano de transição e não poderia ser mais assustador.
Estes períodos de mudança fazem-nos readaptar a uma nova realidade, seja ela qual for, e isso exige algum tempo para processarmos tudo. Esse tempo ainda não acabou, mas mais do que uma mudança a nível pessoal foi também uma mudança nas Mulheres da Vida Airada. Com isto quero dizer que os posts e os vídeos vão (re)começar, mas com um tom mais pessoal, é, como eu disse, um "cantinho", onde eu escrevo tudo o que me vem à cabeça. Espero que se identifiquem ou continuem a identificar com o tipo de conteúdo e os temas que serão abordados, que me acompanhem nesta jornada e sejam, tal como eu, umas Mulheres da Vida Airada.

Related Articles

1 comentários:

  1. Que este recomeço te traga o melhor! Recomeçar é sempre bom. Também estou a fazê-lo porque não me identificava com o meu espaço e, por essa razão, afastei-me um pouco. Mas agora, tenho sentido a necessidade de partilhar com alguém os meus pensamentos e tudo mais. Espero que seja um bom recomeço para mim também.

    Beijo

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.